Ansiedade não engorda, não.

Featured imageSim, eu sei. Você deve estar achando este título chocante, triste, arrasador. Mas… É a pura verdade!

Vira e mexe um paciente, esperançoso, me pergunta se ansiedade engorda. Acho curioso porque, em geral, as pessoas se referem à ansiedade como uma espécie de entidade. Elas perguntam “ansiedade engorda?”, como se o simples fato de se sentir ansioso fizesse o sujeito engordar. Em geral, isso vem atrelado à expectativa de que haja uma solução mágica para os quilos a mais.

Ansiedade é uma emoção. Emoções fazem você se sentir melhor ou pior, mas elas não fazem com que suas roupas fiquem apertadas. E o que eu vou dizer a seguir talvez te deixe bravo:

O que engorda é você comer mais do que precisa.

“Não, Paula, você está errada. Quando estou muito ansioso(a), eu engordo mesmo!”

Sim, eu acredito. Muitas pessoas engordam quando estão ansiosas. Mas isso acontece porque, quando está ansioso, você ingere mais calorias, exercita-se menos, ou – o que é muito provável – ingere mais calorias E se exercita menos.

Eu aposto que, quando está ansioso, você prefere comer alimentos muito gostosos e calóricos. Afinal, nunca ouvi ninguém dizer “Nossa, tive uma crise de ansiedade hoje; devorei três pés de alface!”.

A ansiedade está relacionada a um desequilíbrio de neurotransmissores (pequenas moléculas que contribuem para o funcionamento saudável dos neurônios). Um dos neurotransmissores mais associados à ansiedade é a serotonina – já ouviu falar no “hormônio da felicidade”? Bom, a nomenclatura não está muito correta, mas a ideia sim. A serotonina nos ajuda a ficar mais tranquilos e felizes. Logo, se eu me sentir ansiosa, vou procurar alguma fonte de serotonina, certo? Mesmo sem ter consciência disso, é assim que o seu corpo age. Ele pede desesperadamente por serotonina.

E sabe quais são os alimentos que mais contribuem para a produção de serotonina?

Isso mesmo, aqueles muito calóricos. É por isso que, durante a ansiedade, dá vontade de comer chocolate, tomar sorvete, ir à churrascaria

– Tá, entendi. Então, o que devo fazer?

Você deve procurar maneiras mais saudáveis de lidar com a sua ansiedade. Em lugar de descontá-la na comida, você pode:

  • Procurar o motivo de estar ansioso – e tentar resolver a questão;
  • Começar uma atividade relaxante, como Yoga ou meditação;
  • Intensificar os exercícios físicos (eles também são uma boa fonte de neurotransmissores);
  • Optar pelo chocolate amargo (em pouca quantidade);
  • Escolher alimentos que estão associados à serotonina, mas que são mais saudáveis (consulte um nutricionista).

Existem, ainda, outras formas de diminuir a ansiedade, sem “atacar” a geladeira. Você lembra de alguma que eu não citei? Conte pra gente nos comentários! Vamos ajudar mais pessoas a se sentirem bem consigo mesmas. 🙂

Update: Uma leitora perguntou se a ansiedade não pode lentificar o metabolismo. Sim, pode. Vou falar disso em outro post, mas vamos tentar não cair nessa outra armadilha: a do “metabolismo lento”. Ninguém engorda 15 ou 20Kg apenas por causa de metabolismo lento, minha gente!

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s